Artigos

Tudo que você quer saber sobre tratamentos faciais com toxina botulínica e ácido hialurônico

11 de agosto de 2015

Os tratamentos estéticos não invasivos, como são conhecidos os procedimentos que não cirúrgicos, podem proporcionar rejuvenescimento facial sem a perda da naturalidade da expressão e os riscos de uma cirurgia, como é o caso da aplicação da toxina botulínica e do preenchimento com ácido hialurônico.

Esses tratamentos têm o objetivo de atenuar rugas de expressão, revitalizar a pele e realçar o olhar e o sorriso. Conheça a diferença entre eles e tire suas dúvidas:

Toxina botulínica
1 – O que é e para que serve a toxina botulínica?
É uma substância obtida a partir de microorganismos vivos e está presente na formulação de um medicamento cosmético utilizado para o rejuvenescimento facial que é aplicado na pele do rosto com agulhas muito finas.

2- Como age?
Ao ser injetada no local escolhido, normalmente a área dos olhos e ao redor dos lábios, a substância atua relaxando o músculo temporariamente. Esse é o efeito que proporciona a aparência mais jovem, porque as marcas de expressão são suavizadas.

3- Se aplicar a toxina botulínica também posso fazer outros tratamentos?
A toxina botulínica pode ser combinada com demais procedimentos cosméticos da pele como peelings químicos, preenchimentos dérmicos ou microdermoabrasão para melhorar, ainda mais, os resultados. Esta combinação de terapias pode, ainda, ajudar a prevenir a formação de novas linhas e rugas.

4 – Quanto tempo dura, tenho que fazer voltar a aplicar com frequência?
A aplicação da substância tem ação temporária para reduzir linhas de expressão, rugas na testa e também os “pés de galinha” que se formam na região dos olhos. O resultado do tratamento tem efeito por até seis meses, depende do metabolismo de cada paciente, da dosagem e da área de aplicação da substância. Após passado este prazo o músculo da região recupera a capacidade de contração e pode ser realizada uma nova aplicação.

Ácido hialurônico
1 – O que é o ácido hialurônico?
É uma substância produzida naturalmente pelo organismo que está presente, principalmente, na pele. A principal função é reter líquidos para garantir a hidratação entre as células e o volume da pele. Como passar do tempo ele para de ser produzido em quantidades suficientes para a reposição, isso é, decorrente de uma perda natural do envelhecimento. Assim, os contornos e volumes da face vão se perdendo causando uma aparência cansada e envelhecida, com o surgimentos de sulcos e rugas estáticas, diferentes das rugas de movimentação que a toxina botulínica trata.

2- Como age?
A forma injetável do ácido hialurônico é aplicada por um cirurgião plástico e conhecida como preenchimento. O médico faz pequenas picadas no local em que se pretende aplicar o ácido e usa anestesia local para diminuir a sensibilidade e a dor das picadas. A aplicação do ácido hialurônico é indicada para atenuação das marcas e para a reposição dos contornos da face e dos lábios. Podem ser tratados bigode chinês, olheiras, rugas entre as sobrancelhas e outras áreas.

Existem também a forma em creme, porém mais indicada para prevenção do que para o tratamento das rugas mais profundas.

3- Se realizar o preenchimento com o ácido hialurônico também posso fazer outros tratamentos?
O ideal é realizar qualquer procedimento, como o laser, algumas semanas antes do preenchimento. O médico deverá avaliar o caso e se certificar de que a área tratada já se normalizou, antes de proceder a uma aplicação. Já a toxina botulínica pode ser aplicada para complementar os resultados, com passar dos meses.

4 – Quanto tempo dura, tenho que fazer voltar a aplicar com frequência?
As injeções mais modernas podem durar até 18 meses e aos poucos o ácido hialurônico é absorvido pelo organismo, após esse período o preenchimento pode ser realizado novamente.

Qual das técnicas escolher?
A aplicação da toxina botulínica e o preenchimento com ácido hialurônico são feitos de maneira semelhante, com o uso de micro agulhas, porém cada um age para uma determinada necessidade. A diferença primordial é que a toxina botulínica paralisa temporariamente alguns músculos que provocam rugas de expressão e o ácido hialurônico preenche o volume perdido, agindo na redução de flacidez da pele.

O resultado, na prática, é um ar mais natural e descansado após a aplicação da toxina botulínica e um rosto com mais formas e volume adequado após o preenchimento com ácido hialurônico. Para saber qual seu tipo de rugas, e o procedimento mais indicado, consulte com um cirurgião plástico antes de definir qual seu tratamento.

Voltar


Agende sua consulta

*Não atendemos por convênios.

Please leave this field empty.


Assine a newsletter

Please leave this field empty.